NEGÓCIOS

Como abrir uma empresa nos Estados Unidos

Passo a passo para abrir sua empresa nos EUA

Muitos brasileiros tem decidido em se mudar de vez para o país e até mesmo abrir uma empresa. Afinal, o rendimento é em dólar.

A terra das oportunidades tem atraído a atenção de muitos brasileiros que insatisfeito com a economia atual do Brasil, buscam formas de fugir da crise. Embora os processos imigratórios  americanos sejam demorados e  burocráticos, muitos brasileiros tem optado pela terra do Tio Sam.

Para a abertura da empresa são necessários o passaporte, Itin Number, comprovante de endereço, lembrando que a abertura de empresa nos Estados Unidos, não da direito a permanência legal no país. Qualquer pessoa pode abrir um negócio nos Estados Unidos e em qualquer estado.

O custo para a abertura da empresa varia de U$400 a U$1.200 dependendo do seu contador. As informações são semelhantes para todos os estados, porem existem algumas particularidades estaduais, pois nos EUA existem leis estaduais diferente entre os estados.

Nos Estados Unidos, qualquer empresa pode abrir suas operações. Não importa o porte, seja grande ou pequena, não há restrições. Na verdade é um processo simples, basta entender o mercado.

Entretanto, mesmo sendo um processo simples, é preciso prestar atenção nos detalhes. Nos Estados Unidos, a lei é aplicada na linha, e pequenos descuidos podem ser a causa de grandes problemas no futuro.

Faça uma boa pesquisa de mercado 

Nos EUA, há bastante diferença cultural entre um Estado e outro. É importante estudar essas diferenças para o futuro do seu negócio. Faça uma boa pesquisa de mercado antes de montar sua empresa.

Fornecedores, parceiros e suportes

Vá ao país antes da ida oficial para abrir sua empresa. Pesquise! Procure interlocutores, entidades de classe, governos e municípios que possam te mostrar benefícios, para que você encontre o melhor caminho. Procure por parceiros e fornecedores de serviços que possam te ajudar nesse negócio.

Nota: você não precisa necessariamente ter um sócio americano. Algumas pessoas procuram sócios americanos para questão de investimento. Porque ele já tem crédito no país, porque talvez seja mais fácil conseguir um empréstimo para a própria empresa. Coisas que seriam um pouco mais difíceis ou demoradas se começasse sem um sócio americano. Mas em via de regras, não é necessário. Para o governo americano você pode ter uma empresa mesmo sem ter um sócio americano. Mesmo sendo brasileiro e apenas um sócio, se for o caso.

Regras locais 

Cada país tem suas regras. Não adianta administrar sua empresa e seus clientes como você faz no Brasil. Nos Estados Unidos, os cidadãos podem achar estranho uma coisa que para você é absolutamente normal. E o que é estranho no Brasil, pode não ser lá. Muda-se o país, muda-se as regras.

Você pode pedir ajuda aos seus parceiros, sejam eles advogados, contadores ou alguém que entenda da regulamentação americana. Eles podem te mostrar como encaixar seu serviço nos costumes e regras locais. É importante frisar que essas pessoas sejam da sua total confiança.

Formato de entrada

  • Escritórios de representação – O empresário não precisa criar pessoa jurídica. Mas ele não pode fazer nada além de pesquisa, suporte, publicidade e compra de bens em nome da sede no exterior.
  • Filial – O empresário não precisa criar pessoa jurídica, mas implica em obrigações tributárias – cuja alíquota máxima é de 35% antes do envio de dividendos à matriz. O envio de remessa de lucros está sujeito a uma alíquota de 30%.
  • Subsidiária – Se cria uma pessoa jurídica. Empresas brasileiras tributadas no Lucro Presumido, precisam mudar o regime para o Lucro Real. O tributo é o mesmo de uma filial.

Tipos de empresas nos Estados Unidos

  • Sole Proprietorship – empresa individual em que a renda da companhia é a renda direta do sócio – assim como a responsabilidade pelas obrigações da empresa;
  • General Partneships (GP) – envolvem dois ou mais sócios, que são responsáveis pelas obrigações da empresa. O lucro ou o prejuízo da sociedade é reconhecido no patrimônio do sócio pelo tamanho da sua participação – e também é tributado considerando a fatia;
  • Limited Partnerships (LP) – envolvem dois ou mais sócios, mas a responsabilidade destes pode ser limitada ou ilimitada. A tributação incide sobre o patrimônio dos sócios;
  • Corporations (C) – podem ter número ilimitado de sócios, detentores de ações – a responsabilidade é compartilhada entre os acionistas conforme cotas. O lucro é tributado e pago pela empresa. Os dividendos também são tributas, mas são responsabilidade dos sócios;
  • Limited Liability Companies (LLC) – a responsabilidade dos sócios é limitada ao valor de suas ações. O lucro é tributado e pago pela empresa, assim como os dividendos são tributados e pagos pelos sócios. O regime tributário pode ser escolhido;
  • Limited Liability Partnership (LLP) – dois ou mais sócios administram a empresa conforme o contrato social. A responsabilidade e a tributação são proporcionais ao valor de suas cotas.

Passo a passo 

Nos Estados Unidos, as regras variam de estado para estado. Tratando-se de uma república federativa. Dependendo do Estado, de um condado para o outro também existem algumas variações. Aqui vai o passo a passo da Flórida como exemplo.

Informações importantes:

  • Um brasileiro pode abrir uma empresa nos EUA mesmo sem ter qualquer tipo de visto americano ou Social Security, basta ter um passaporte brasileiro e mais outro documento (pode ser carteira de motorista ou identidade).
  • Você não precisa estar presente nos EUA para abrir sua empresa, o processo pode ser feito através de e-mail e FAX.
  • O prazo médio de abertura de uma empresa é de 20 à 25 dias (pode variar, a Flórida, por exemplo, leva de 2 a 5 dias úteis).
  • E possível abrir uma empresa simples com um investimento inicial de $500.00 a $2,000.00.
  • Você precisará de um endereço. no estado em que quer abrir sua empresa. Seja ele um escritório virtual ou até o endereço do seu contador.
  • Não é necessário possuir um sócio na empresa, ela pode ser inteiramente sua (ou pode escolher possuir um sócio).
  • Possuir somente sócios estrangeiros não gerará problemas para abertura de conta, locação de imóvel, compra de equipamentos e exportação/importação.
  • Um sócio americano lhe facilitará esses processos por já ter crédito no país.
  • A empresa americana não precisa ter nenhum tipo de relação com as empresas do brasil.
  • Uma única empresa pode oferecer diferentes tipos de serviços e produtos sobre uma mesma operação. Não é como no Brasil, que para cada ramo é necessário uma empresa.

Passo 1 – Defina o nome de sua empresa

O nome deve ser único, ou seja, você não pode escolher um nome que já existe.

O português tem acentos, tem significados diferentes se comparado com o inglês. Então na hora de escolher um nome, é de suma importância que o cliente tenha em mente algumas disparates culturais.

Por exemplo, por causa do idioma, muita gente acaba as vezes querendo replicar um nome que já existe no Brasil (exatamente igual). Isso nem sempre é possível, é recomendado evitar acentos, tils, que pro americano é difícil a pronuncia.

Na hora de escolher um nome, é preciso tentar sem abrangente, simples, de boa sonorização pro americano e que de preferencia tenha palavras em inglês.

Passo 2 – Escolha o tipo de empresa

Consulte um contador ou um advogado para que lhe guiem na hora de tomar a decisão sobre qual delas será a melhor opção para sua empresa.

  • Sole Proprietorship;
  • General Partneships (GP); 
  • Limited Partnerships (LP); 
  • Corporations (C);
  • Limited Liability Companies (LLC); 
  • Limited Liability Partnership (LLP). 

Passo 3 – Endereço

Toda empresa americana requer um endereço em território americano. Esse endereço você não precisa comprar à parte ou você ter de fato um escritório alugado. Você poderá utilizar escritórios virtuais, salas compartilhadas ou até mesmo o endereço do seu contador.

Passo 4 – Agente Registrador

Será necessário listar um  “Registered Agent” junto à sua empresa. Ele será responsável por receber uma cópia de todas as comunicações oficiais do estado, tribunais, etc. Também deve ser uma pessoa física ou empresa residente na Florida.

Dica: várias empresas oferecem este tipo de serviço, e muitas já o incluem no processo de abertura da sua empresa.

Passo 5 – Registro no Estado

Efetue um registro junto ao Departamento do Estado da Flórida, para criar uma entidade legal. Para isso, precisará prover o estado com o nome da empresa, um endereço local para ela e nome e endereço dos administradores.

Passo 6 – EIN/Tax ID (CNPJ americano)

Obtenha o EIN (Federal Employer Identification Number – Número de Identificação do Empregador). Através do formulário SS4 você obterá o IRS (Internal Revenue Service – Departamento de Receita do Governo Federal). Esse número será usado para declaração de impostos e outras transações empresariais (LLCs podem usar o Social Security. Em corporações, o EIN é obrigatório).

É o básico para abertura de conta em banco. Quando você declara imposto de renda, é o número que você é reconhecido pelos americanos. O EIN (ou TAX ID) é o número de identificação da sua empresa americana.

Outros documentos

Além do registro da sua empresa no estado e no IRS, será necessário criar alguns contratos e acordos internos.

Dica: Procure um advogado para lhe ajudar com o processo.

Passo 7 – Conta no Banco

Todo o fluxo de caixa deve acontecer através de uma conta no banco. Lembre, que para abrir uma conta no banco para sua empresa será necessário ter o EIN.

Passo 8 – Tax Collector’s Office

Depois dos passos acima, você deve registrar a sua empresa no Tax Collector’s Office do seu condado para obter a “Florida Business License”. Procure saber em qual condado sua empresa está localizada, vá ao escritório do Tax Collector e adquira a licença.

Ligue com antecedência para saber mais informações sobre os documentos requeridos.

Dica: No site do Florida Department of Revenue está disponível uma lista dos condados da Flórida e seus websites correspondentes.

Sales Tax

Quando se trata de comércio de produtos, precisará também do Sales Tax Certificate, ele te habilitará a cobrar e repassar os impostos sobre suas vendas. A solicitação deverá ser feita através do Department of Revenue do estado.

De forma geral, a melhor maneira de abrir sua empresa é procurando a assistência de um contador, advogado ou empresas especializadas em abertura de empresa.  Algumas pessoas lidam com esse trabalho diariamente, então você pode contar com a ajuda deles e  não deixar passar nada despercebido.

Nos Estados Unidos, a lei é aplicada na linha. Preste bem atenção aos detalhes e não deixe nada para trás. Procure uma empresa especializada em abertura de empresas.

Esperamos ter ajudado e bons negócios!


Veja Também:

 

 

Tags
Inscreva-se em Nosso Canal
Close