TURISMO

Salém – a cidade das bruxas

Em Salém, todo dia é Halloween

Salém, a Cidade das Bruxas, fica pertinho de Boston em Massachusetts. Ela foi palco principal do julgamento das “bruxas”. Onde vários julgamentos e execuções foram realizados entre fevereiro de 1692 e maio de 1693. Há várias histórias sobre como se deu início a isso.

Histórias de Salém

Uma delas, diz que o episódio começou após algumas garotas ingerirem um alimento contaminado pelo fungo Claviceps purpurea (atualmente utilizado na fabricação de LSD). Naquela época, seu efeitos alucinógenos eram desconhecidos, e com isso, elas foram acusadas de bruxaria. Assim, a notícia se espalhou. As pessoas ficaram histéricas e centenas de pessoas foram acusadas de cometer o “crime” de praticar a bruxaria.

Outra diz que um garoto estava ruim do estômago, por comer alguma coisa que lhe fizesse mal, e sua mãe preparou um chá de ervas curativo. O chá funcionou e ela foi acusada de bruxaria.

A alavanca principal, acho que nunca saberemos. Mas os fatos que surgiram depois, marcaram a história e a cidade de Salém para sempre.

Foto: Christine Zenino

As bruxas existem ou não? 

Nas telas do cinema sim! Elas estão sempre presentes nas telinhas. Mas no nosso dia a dia, as pessoas se questionam. Há quem acredite que sim, mas há controvérsias.

No passado, muitas pessoas morreram acusadas de bruxaria. Assim aconteceu em Salém-Massachusetts. Aconteceu um massacre, incontáveis pessoas foram torturadas e várias morreram por serem acusadas desse crime. Depois disso, a cidade ficou conhecida como ‘Cidade das Bruxas’.

Foto: Greg Westfall

Passeios

Salém tem 40 mil habitantes e fica a 30 quilômetros de Boston. Ela recebe milhares de fãs do assunto anualmente, interessados na triste história.

Entre março e outubro de 1692, mais de 300 pessoas foram presas e torturadas cruelmente para que confessassem o crime de bruxaria. Muitas morreram. Até dois cachorros foram executados, as pessoas acusaram os bichinhos de estar possuídos por demônios. Interessante notar que, quando uma suposta bruxa era encontrada, ela tinha que apontar outra bruxa. Era um ciclo sem fim.

O massacre só terminou após o Tribunal de Justiça do Estado intervir no juizado local e ordenar o fim do julgamento. Mas até isso acontecer, muitas vidas inocentes foram tiradas.

Foto: Nick Ares

O caminho percorrido pelas “bruxas” e os locais onde foram torturadas e executadas, foram interligados através de uma linha vermelha pintada no chão. Apelidado de “caminho da morte”, a linha possui 3,5 quilômetros e pode ser percorrida durante uma tarde pelos turistas.

Foto: Massachusetts Office of Travel & Tourism

No percurso, os visitantes passam por vários locais simbólicos. Entre eles o Museu das Bruxas, o Memorial em homenagem as vítimas, o Cemitério das Bruxas, a Igreja de Salem, além de restaurantes, bares e uma tradicional cervejaria artesanal da cidade.

Foto: Doug Kerr

Outro passeio bem famoso, é a ida aos cemitérios a noite onde as bruxas foram enterradas. Durante o Halloween, o cemitério chega a receber 400 pessoas.

Foto: Tim Bouwer

Arte

Quem gosta de arte e história, não pode perder a encenação teatral que ocorre diariamente na cidade contando os fatos ocorridos. A apresentação é feita nas ruas (próximo ao Museu das Bruxas) e surpreende. Assim como aparecem do nada, com suas roupas de época, também desaparecem sem deixar vestígios.

Foto: Christine Zenino

Como visitar?

Você precisará de um visto de turista, para ter autorização para entrar nos Estados Unidos.

De São Paulo até Boston, de avião, você gastará R$1450,00 aproximadamente com as passagens. O percurso possui duas escalas e é operado por companhias nacionais e internacionais.

De Boston a Salém, é utilizado um sistema ferroviário. Custando US$ 5,75 (R$ 13,80) cada trecho, os turistas embarcam na estação North Station (Boston) e desembarcam em RockPort, já na “Cidade das Bruxas”. A viagem dura aproximadamente 35 minutos.

Foto: Josh McGinn

Boa viagem e Feliz Halloween!


Veja Também:

Etiquetas
Inscreva-se em Nosso Canal

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar